grão-mestre

Uma nova maçonaria.

 
 

GRANDE LOJA SOBERANA DE PORTUGAL.
A Nova Maçonaria Portuguesa!

Somos Novos pelo Nascimento e Novos pela Acção! Como disse Fernando Pessoa: É Hora! E essa Hora é quando quisermos.

Porquê SOBERANA?

Porque embora sejamos uma Maçonaria Regular, ou seja, cumprimos de forma escrupulosa os Landmarks Maçónicos aceites pela Maçonaria Universal, a nossa actividade não é limitada por receios subservientes.

PORTUGAL é para nós um pilar fundamental. E embora pareça um lugar comum, a nossa Pátria é mais do que um simples País. É um ser vivo. É importante compreender que este Portugal de que falo, nada tem a ver com condenáveis nacionalismos ou chauvinismos. Muito pelo contrário. Falo do Portugal de Pessoa, em que o verdadeiro Português não é só Português, é Universal! Falo dum povo que consegue levar cultura e trazer cultura de outros povos. Falo do Português que assimila e é assimilado. Falo do Portugal do 5º Império. O império do Espírito materializado na acção.

Os Homens são do tamanho dos seus sonhos e as Maçonarias também. Se assim não fosse, nunca teria sido possível a Portugal fazer os Descobrimentos e ter efectuado a 1ª Globalização interplanetária. Ao Maçom desta Nova Maçonaria, é exigida uma religação à essência, de uma forma muito pragmática.

A abertura gradual da nossa Obediência à Sociedade Civil, é a nossa contribuição à Maçonaria Portuguesa, para a dignificação do nome do Maçom em Portugal.  

A Maçonaria só faz sentido existir, se os Maçons retribuírem à sociedade os ensinamentos que a Obediência lhes proporciona. É por isso que o caminho que percorreremos, será de uma abertura gradual à sociedade, sem nunca quebrar a confidencialidade que os landmarks maçónicos obrigam, à semelhança do que as mais avançadas maçonarias internacionais fazem, como a Inglesa, a Francesa e Americana.

As nossas lojas não são discretas nem secretas. As nossas reuniões são Íntimas, como são Íntimas as reuniões de familiares ou amigos. A nossa acção é no mundo, fora de portas. Um Maçom chamado Martin Luther King, disse que as nossas Vidas começam a terminar no dia em que permanecemos em silêncio, sobre as coisas que importam.

Queremos ver o mundo como ele pode ser e não como ele é. É por isso que o Futuro nos interessa, porque é lá que vamos passar o resto da nossa vida. É tempo do nº 8, o número de Portugal, de Cristo e da MENSAGEM. Este é o Tempo dos Tempos e é o nosso Tempo. Não temos outro.

Construamos no tempo e na história, a realidade. A maçonaria é também, uma realidade do tempo presente. Somos a Maçonaria de Pessoa e Camões, de Teixeira de Pascoaes, Lima de Freitas, António Telmo, Padre António Vieira e Agostinho da Silva.

Quem quer construir o futuro connosco?

Somos a Nova Maçonaria Portuguesa!

056 (1).jpg
assinatura JPD.png

João Pestana Dias
Grão-Mestre da Grande Loja
Soberana de Portugal


CV Profano

ver

CV Maçónico

ver